Páginas

terça-feira, 7 de maio de 2013

TIPOS DE EXTINTORES





Objetivo


O principal objetivo deste Blog, é apresentar de uma forma simplificada, a construção e os principais tipos de extintores de incêndio presentes no mercado especializado, além de é claro, informar ao público leigo, qual a principal utilização de cada um destes extintores.

Origem

Os primeiros extintores de incêndio surgiram por volta do século XVI, e revolucionaram a época por se mostrarem um aparelho compacto de e muita eficácia contra o fogo, muito embora os extintores de hoje sejem extremamente mais avançados do que os da época.

Classificações de um incêndio

Para melhor compreensão da origem ou propagação de um incêndio, o mesmo pode ser basicamente classificado em quatro classes :
  • Classe A - são materiais de fácil combustão com a propriedade de queimarem em sua superfície e profundidade, e que deixam resíduos, como: tecidos, madeira, papel, fibras, etc.;
  • Classe B - são considerados os inflamáveis os produtos que queimem somente em sua superfície, não deixando resíduos, como óleo, graxas, vernizes, tintas, gasolina, etc.;
  • Classe C - quando ocorrem em equipamentos elétricos energizados como motores, transformadores, quadros de distribuição, fios, etc.
  • Classe D - elementos pirofóricos como magnésio, zircônio, titânio


Aplicação dos extintores



Para incendios de classe A deverão ser selecionados extintores à base de água ou espuma.VEJA OS PRINCIPAIS:

                                        VEJA TAMBÉM DICAS  DE EXTINTORES VEICULAR 
  • EXTINTOR DE ÁGUA PRESSURIZADA
Pressão Permanente


Não é provido de cilindro de gás propelente, visto que a água permanece sob pressão dentro do aparelho. Para funcionar, necessita apenas da abertura do registro de passagem do líquido extintor.
Para utilizá-lo basta Retirar o pino de segurança.Empunhar a mangueira e apertar o gatilho, dirigindo o jato para a base do fogo. Só usar em madeira, papel, fibras, plásticos e similares.

  • EXTINTOR DE ÁGUA
Pressão Injetada
A água é o agente extintor de uso mais comum. Usa-se o jato para o resfriamento e proteção de instalações a distância e para o enxarcamento de sólidos. Usa-se a água sob a forma de neblina para o resfriamento de superfícies líquidas; emulsificaçõeo de óleo; proteção de pessoas, estruturas, máquinas e equipamentos; diluindo (alcoois, amônia); e absorção do calor desprendido na combusão.
A água, contudo, não deve ser empregada em incêndios que envolvam: equipamentos elétricos energizados; materiais reativos com a água (carbonatos, peróxidos, sódio metálico, pó de magnésio, etc); e gases liquefeitos por resfriamento.Para usar o extintor:
a) retire a trava ou o pino de segurança;
b) empunhe firmemente a mangueira;
c) ataque o fogo, dirigindo o jato para a sua base.


  • EXTINTOR APLICÁVEL PARA UM INCÊNDIO CLASSE B
Para um incêndio classe “B”, usa-se espuma , pó comum, também chamado Pó BC, ou dióxido de carbono, também chamado gás carbônico ou CO², sendo o principal desses o pó comum.

Modo de usar: Aproxime-se com segurança do líquido em chamas, inverta a posição do extintor (de cabeça para baixo) e dirija o jato para um anteparo, de modo que a expuma gerada cubra o líquido como uma manta.


                                VEJA TAMBÉM DICAS DE EXTINTOR VEICULAR
  • EXTINTOR DE PÓ QUÍMICO SECO

O agente extintor pode ser o Bicarbonato de Sódio ou de Potássio que recebem um tratamento para torná-los em absorvente de umidade.O agente propulsor pode ser o Gás carbônico ou Nitrogênio. O agente extintor forma uma nuvem de pó sobre a chama que visa a exclusão do Oxigênio; posteriormente são acrescidos à nuvem, Gás carbônico e o Vapor de água devido a queima do Pó.
  • EXTINTOR APICÁVEL PARA UM INCÊNDIO CLASSE C
Para classe “C” empregam-se os mesmos extintores de pó e o gás carbônico, exemplificados na classe ''B''.

  • EXTINTOR DE GÁS CARBÔNICO (CO2)‏
O Gás carbônico é material não condutor de Energia elétrica. O mesmo atua sobre o fogo, onde este elemento (eletricidade) esta presente. Ao ser acionado o extintor , o gás é liberado formando uma nuvem que abafa e resfria. É empregado para extinguir pequenos focos de fogo em líquidos inflamáveis (classe B) e em pequenos equipamentos energizados (classe C). Para Utilizar o extintor de Gás carbônico(Co2) basta:


  • _Remover o pino de segurança quebrando o lacre;
    _ Segurar o difusor com a mão direita e comprimir o gatilho da válvula com a mão esquerda;
    _ Acionar a válvula dirigindo o jato para a base do fogo;
    _ Pode ser usado em qualquer tipo de incêndio.

  • EXTINTORES DE PÓ MULTI-USO OU PÓ-ABC



Note que a etiqueta apresenta adequabilidade para as três classes de incêndio.



Determinando a Capacidade


O Corpo de Bombeiros utiliza a “capacidade de extinção” para determinar essa capacidade. Veja os exemplos á seguir :
Extintor de Água
Se escolhermos um extintor de água, que atende aos incêndios classe “A”, ele deve ter como capacidade de extinção 2 A¹.
Isto significa que o extintor deve ser capaz de extinguir, conforme testado e laboratório, um incêndio em 78 ripas com 600 mm de comprimento e espessura de 45 X 45 mm, montadas em 13 camadas. O extintor de água com capacidade de extinção 2A pode ser visto na próxima figura . Sendo que, o extintor escolhido deve trazer um selo esclarecendo essa capacidade.

Extintor de Pó


Escolhendo um extintor de Pó, próprio para as classes “B” e “C”, ele deve ter a capacidade mínima e extinção 20 B².
Isto significa que o extintor deve ser capaz de extinguir um incêndio conforme testado em laboratório, mantendo um tempo mínimo de descarga de 8 segundos, em um recipiente com 4,65 m² que contenha 245 litros de líquido inflamável. Para receber a letra C o extintor tem que ser submetido a teste normalizado de não condutibilidade de energia elétrica.
Assim como no caso anterior, ele deve possuir em sua etiqueta uma discriminação de sua capacidade de extinção.
Extintor de CO²



Se for selecionado o extintor de CO² (gás carbônico ou dióxido de carbono), ele deve ter capacidade 10 BC.Onde houver a possibilidade de ocorrer incêndios com a presença de energia elétrica deve ser escolhido extintor que possua a capacidade de “não transmitir a corrente”, isto é, apto para a classe “C”. O extintor de CO².

Cuidados com seu extintor de incêndio
  • Devem ser colocados em locais bem visíveis, longe do acesso de crianças e de fontes de calor e devem ter o acesso desobstruído;
    Devem estar carregados e prontos a funcionar.
  • Os restantes só podem ser usados uma vez.
Cada extintor, de cor vermelha, deve possuir uma etiqueta que:

  • indique o mês e o ano de manutenção;
  • identifique a pessoa ou entidade responsável pela manutenção;
  • que assegure que a recarga foi efectuada.
Utilizar correctamente um Extintor de Incêndio pode salvar vidas, extinguir o fogo nascente ou controlá-lo até à chegada dos bombeiros. Use-o com segurança e inteligência.

3 comentários:

Lú Silva disse...

Jefferson, cheguei aqui por meio do google. Estaba procurando por modelso de extintores!!! Ai achei aqui todos1 Muito bacana a iniciativa. Vou voltar aqui mais vezes!!!

Abraço

Jeff disse...

Eu Agradeço Sua visita, Volte Sempre ;)

Estarei colocando materiais novos.
Se tiver Sugestões me avise

mulherbombeira disse...

lindo